Passageiros em trânsito no Aeroporto de Luanda
Publicado por: Toni Martins em 2022-03-21
Quando decidi adquirir a passagem do Brasil para Portugal com escala de 18 horas no aeroporto de Luanda / Angola, muitas dúvidas, receios e falta de informação deixaram-me na dúvida se tinha tomado uma boa decisão. Quando adquiri o bilhete pensei que durante as 18 horas podia sair do aeroporto, ir para um hotel ou ir conhecer a cidade. Não pode a não ser que tenha tirado o visto de trânsito no consulado de Angola mais próximo, só que para tirar o visto precisa ter o certificado da vacina da febre amarela. Assim para que outros saibam o que fazer deixo aqui a minha opinião e algumas informações que penso serem bastante uteis. O voo de São Paulo para Luanda foi tranquilo notando-se que o avião precisava de ter melhor manutenção no que diz respeito ao conforto dos passageiros, o sistema de entretenimento não funciona, ficar junto à porta de saída de emergência que foi o meu caso tem mau isolamento o que torna muito incómodo devido ao frio que vem por falta de isolamento, mas de resto tudo normal, tripulação simpática, comida boa e nada mais a apontar. O problema vem na escala de 18 horas que temos de fazer sem poder sair do aeroporto, mas se tivesse tido informação adequada com certeza essas horas passavam de melhor maneira. Começando pela manhã. O voo chega muito cedo, antes das 5 da manhã, quando chegámos na área internacional tudo está encerrado, não há nenhum apoio. Quando começam a abrir as lojas e restaurantes de apoio, por volta das 7 da manhã as opções não são muitas e tudo muito caro. Para os fumadores, só tem um espaço (um bar) onde se pode fumar mas que cobram 2000 Kuanzas (cerca de 5 usd) para poder usar o espaço. Na área internacional tem 2 salas VIP, uma da Pall e outra da Taag e é aqui que falhou a informação. A sala da Taag é para passageiros que viajam em executiva, mas a sala Pall pode ser usada por todos desde que pague uma taxa de 16000 Kuanzas (cerca de 35 usd) e aí sim vale a pena. Se ter em conta o preço de uma tosta e um suco em qualquer um dos bares que custa em torno de 10 usd, mais vale pagar a sala VIP porque tem direito a bebidas, inclusive cerveja, tostas e outras coisas e pode passar o tempo todo com excelentes condições. Outro dos problemas que encontrei é que o aeroporto não tem serviço de internet nem pagando, ar condicionado também não se sente se é que funciona, mas tudo isso tem na sala VIP incluído na taxa que se paga. O que notei foi que o pessoal é simpático, prestativo sendo que alguns pedem dinheiro para o café ou gasosa mas sem serem incómodos. Outra informação importante é que na área internacional não aceitam pagamentos com cartões estrangeiros, tem de ter dinheiro (kuanzas ou USD ou euros) para quem vem em trânsito dificilmente tem kuanzas, eu pensei que o ideal seria ter USD mas enganei-me, melhor ter euros, USD não têm troco e recusam-se receber a não ser que aceite o troco em kuanzas. No meu caso trazia só 60usd porque pensei que podia pagar com o cartão e fiquei limitado, foi aí que o porteiro da sala VIP me explicou como fazer. Vá na imigração, diga que precisa comer e que não tem dinheiro e que esta em trânsito e que precisa ir na máquina sacar que eles mandam alguém acompanha-lo até á maquina e saca o dinheiro. Foi o que fiz, o pessoal da imigração muito simpático e prestativo, uma menina acompanhou-me até à maquina (mas tive de lhe entregar o passaporte) saquei os kuanzas e pronto, problema resolvido. Assim resumindo: Deve ter consigo dinheiro para pagar as despesas durante o período que vai passar em transito no aeroporto de Luanda (mínimo 50euros ou usd). Dirija-se a sala VIP (Pall) e adquira o seu ingresso podendo dormir, comer e beber com ar condicionado e internet tudo incluído na taxa que pagou.
Fotos: Toni Martins Ver localização
Hotéis
Luanda . Luanda . Angola
Gosto
Comentar
4337
Partilhar
Albuns & Informações